Fotografar alimentos: Quanto cobrar?

Trabalho realizado para Mini Kalzone

Uma coisa que percebo pelos e-mails que recebo, é que muita gente que está começando trabalhar com fotografia de alimentos não sabe quanto cobrar por um trabalho, pois todos querem que o investimento feito com os equipamentos se pague, os custos de trabalho sejam abatidos e que haja lucro para viver.

Existem várias formas de calcular o preço do seu trabalho, uma delas é por hora de trabalho. Mas como saber quanto é sua hora de trabalho?

Segue um método bem simples:

- Faça uma estimativa de quantos trabalhos de fotografia de comida mensais você fará e o tempo (em horas) médio de duração dos mesmos.
Ex: 10 trabalhos / mês, de 4 horas cada. Isso dá 40 horas de trabalho por mês.

- Calcule o quanto você pretende ganhar trabalhando mensalmente (salário)
Ex: R$ 5000 / mês

Divida a quantia pelas horas estimadas de trabalho mensais. Ex: R$ 5000 / 40 hrs = R$ 125. Que chamarei de A.

- Some os gastos fixos do seu trabalho (aluguel, luz, telefone, etc)
Ex:
Aluguel: R$ 1000
Telefone: R$ 200
Luz: R$ 150
Total: R$ 1350

Divida o total pelo número estimado de trabalhos mensais. Ex: R$ 1350 / 10 = R$ 135. Chamarei de B.

- Liste os equipamentos de trabalho com seus respectivos preços, e expectativa de uso

Ex:
Câmera: R$ 6000 (2010 – 2013)
Lente 1: R$ 4000 (2010 – 2020)
Lente 2: R$ 3000 (2010 – 2020)
Computador: R$ 4000 (2010 – 2014)
Flash 1: R$ 1000 (2010 – 2020)
Flash 2: R$ 2000 (2010 – 2020)
Acessórios: R$ 1000 (2010 – 2015)

Divida o preço de cada equipamento pelo número de anos que será usado, depois por 12 para saber o custo mensal e depois pelo número estimado de trabalhos mensais. Ex: Câmera R$ 6000 / 3 = R$ 2000. R$ 2000 / 12 = R$ 166,66. R$ 166,66 / 10 = R$16,66. Chamarei de C1, C2, etc como a lista abaixo:

C1- Câmera: R$ 6000 (2010 – 2013) = R$16,66
C2- Lente 1: R$ 4000 (2010 – 2020) = R$ 3,33
C3- Lente 2: R$ 3000 (2010 – 2020) = R$ 2,50
C4- Computador: R$ 4000 (2010 – 2014) = R$ 8,33
C5- Flash 1: R$ 1000 (2010 – 2015) = R$ 1,66
C6- Flash 2: R$ 2000 (2010 – 2015) = R$ 3,33
C7- Acessórios: R$ 1000 (2010 – 2013) = R$ 2,77

E chamarei de D os custos de trabalho variáveis, como combustível, hospedagem, alimentação, etc.

Assim, chegamos na seguinte fórmula:

(A x hrs de trabalho) + B + C1 + C2 + C… + D = Preço do trabalho (+ impostos)

Exemplo: Se surgir um trabalho que você irá trabalhar 3 horas, vai usar a câmera, lente 1, computador, flash 1, flash 2, os acessórios, terá um gasto de R$ 20 de combustível e R$ 20 de alimentação o cálculo é o seguinte:

(125 x 3) + 135 + 16,66 + 3,33 + 8,33 + 1,66 + 3,33 + 2,77 + 40 = 577,75 (+ impostos)

R$ 577,75 é a quantia que você precisa embolsar para que, de acordo com sua estimativa, pagar o seu investimento, os seus custos fixos e variáveis e lucrar.

Alguns podem se questionar que se em um mês for realizado 10 trabalhos de fotografia de comida de 2 horas, paga-se as contas, porém o lucro é abaixo do estimado. Sim, correto. É que esta fórmula objetiva primeiramente pagar os gastos para depois obter lucro, pois nada pior ter que pagar para trabalhar, não concordam? Como a fórmula é baseada em metas/estimativas, só dará certo quando estas forem alcançadas.

ps: os valores uso e veiculação das fotografias será assunto para outro post.

9 replies
  1. Bia Amorim (@biasamorim) says:

    Que bacana essa conta! Obrigada por abrir para os leitores! bjo

  2. Rogerio Oliveira says:

    Acho bacana uma planilha para formar preço, tenho a minha e sei exatamente meu custo/hora, mas na prática gostaria de sugestões para precificar assim:
    Um cliente me pede para fotografar apenas 1 prato, preciso estimar o mínimo para sair de casa carregando meu equipamento caro. Qual seria esse mínimo?
    outra questão:
    O cliente deseja fotografar 50 pratos, e não sei o tempo de preparo de cada um, a complexidade dos pratos, resumindo, não sei o tempo que levarei para realizar o trabalho, como posso precificar?
    Obrigado!

  3. michelteosin says:

    Olá Rogerio.

    Respondendo às suas perguntas:
    1. Depende de quanto custam seus equipamentos, quais as suas metas de trabalho e em quanto tempo você quer que os seus equipamentos se paguem. No post abordei isso.
    2. No caso de não saber quanto tempo o trabalho irá levar, você pode fazer uma média bem genérica de 1 hora por prato e informar ao cliente que a sua meta é essa. Caso extrapole muito o tempo estimado, cabe uma negociação com o cliente já que neste caso ele será o responsável pela produção dos pratos. Exemplo: 50 horas de trabalho para fotografar 50 pratos ou 6 diárias e meia (de 8 horas).

    Abraço

  4. Camila says:

    Olá Michel!
    Primeiramente, gostaria de agradecer o post. Será de suma importância para futuros orçamentos. E, em segundo, gostaria de perguntar, como calculas o valor pago ao Food Styling, ou seja, como você calcula o valor a ser pago a ele, onde entra naquela conta, ou não entra?
    Fico no aguardo.
    Att.
    Camila

  5. admin says:

    Olá Camila.

    O valor pago ao food stylist considero como custos variáveis do trabalho. Antes de montar o orçamento será necessário consultar o preço do food stylist para o trabalho.

    Abraço

  6. Jefferson says:

    Valeu pele dica. Muito importante, Com certeza vou utilizar cada detalhe dessas informações. Grande abraço.

  7. Zeqroz Neto says:

    utilização imediata… informações de grande proveito, preciosas!

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>