Posts

Equipamentos para o food stylist

Equipamentos para food styling

A minha caixa de equipamentos para trabalhos de food styling

Assim como a tesoura é para o cabelereiro e a câmera é para o fotógrafo, o food stylist também tem suas ferramentas essenciais para trabalhar. Caso você pretenda trabalhar na profissão de food styling, seguem abaixo alguns equipamentos que são essenciais na minha opinião:

- Seringa: bom para aplicar molhos;
- Pincéis: ótimos para limpar pratos e aplicar líquidos;
- Maçarico: necessário para dourar e caramelizar superfícies;
- Bisturi: essencial para cortar e recortar pequenos detalhes no set;
- Palitos de madeira: é o que mais uso, serve para fixar e modelar elementos;
- Escumadeira: para frituras e cozimentos;
- Batedor pequeno: útil para misturar molhos;
- Pinças: para segurar e manipular alimentos.

Você encontra estes equipamentos em lojas de ferramentas, utensílios para cozinha e farmácias.

Sucesso no trabalho!

Erros mais comuns na fotografia de comida

Erros fazem parte do nosso trabalho, e com eles também aprendemos. Seguem alguns problemas que podem acontecer num trabalho de fotografia de comida:

  • Briefing mal feito, tanto dos desejos do cliente, quanto entre o fotógrafo e food styling
  • A comida ficar com um aspecto muito fake
  • Cozinhar demais ou de menos o produto a ser fotografado
  • A aparência do produto ficar muito seca ou úmida demais
  • Falta de material para ambientação (taças, toalhas, louças, etc.)
  • Se atrapalhar no set com a quantidade de elementos.

Um briefing bem feito é essêncial para um trabalho sem erros. Além das dicas que já mostramos (clique aqui). O acompanhamento da produção fotográfica por parte do responsável/cliente, seja pessoalmente ou online, também é uma boa opção para resolver eventuais questões que surgem durante a produção e ter um feedback sobre o trabalho antes de finalizar e desmontar o set, evitando assim refazer o trabalho por causa de algum detalhe e/ou perder muito tempo no tratamento de imagem.

10 motivos para contratar um food stylist

fotografia: Raphael Günther

Para clientes que contratam fotógrafos profissionais na área de fotografia de comida muitas vezes é necessária a contratação do food styllist, sobre esta questão, segue abaixo alguns motivos:

  1. Eles têm uma formação técnica, sabem trabalhar e manipular alimentos para serem fotografados.
  2. Os food stylists têm os contatos certos para saberem onde conseguir os ingredientes que precisam para a produção e ambientação.
  3. Eles conhecem e se preocupam com as tendências do mercado, como aparência mais leve, mais saudável, etc.
  4. Uma imagem de comida só tem uma chance para convencer, o da primeira impressão. Os food stylists trabalham com o objetivo de chegar mais próximo da perfeição e trabalham nos mínimos detalhes para que a primeira impressão convença.
  5. Para que a produção seja otimizada, os food stylists calculam e organizam as compras da produção para evitar gastos desnecessários.
  6. Os food stylists possuem métodos para comporem uma imagem e prepararem o set de cada produção conforme da sua necessidade.
  7. Os profissionais têm equipamentos e ferramentas adequadas para manipular alimentos, tais como fogões, facas, soprador de ar, etc.
  8. Sabem se expressar visualmente e são detalhistas com a matéria prima.
  9. Possuem conhecimento para reconhecer e valorizar as texturas, que é o grande diferencial do profissional que produzir imagens para estimulam o apetite.
  10. Os estilistas de alimentos, como também são chamados os food stylists, preparam os pratos, exclusivamente para serem fotografados. Fazem que os alimentos pareçam apetitosos e deliciosos.

Workshop de Fotografia de Comida – São Paulo


fotografia: Guimel Salgado

No sábado passado foi realizado mais um workshop, desta vez em São Paulo. Como no primeiro workshop na cidade, teve gente que veio de longe, desde do interior paulista como também de outras cidades como Rio de Janeiro, Florianópolis, Goiânia e Recife.

Tivemos o prazer de compartilhar um pouco do nosso conhecimento com uma turma animada de fotógrafos, designers, chefs, empresários, nutricionista, videomaker.

Obrigado São Paulo!


fotografias: Guimel Salgado

Workshop de fotografia de comida 2011


fotografia: Guimel Salgado

Ano passado tivemos um feedback positivo em relação ao nosso workshop e para este ano temos programado em realizá-lo nos seguintes datas e cidades:

  • 16 de abril – Curitiba
  • 14 de maio – São Paulo
  • 11 de junho – Porto Alegre
  • 9 de julho – Florianópolis
  • 1 de outubro – São Paulo

O workshop será realizado nos sábados com carga horária de 8 horas, com teoria e prática em food styling e fotografia de gastronomia. Para o workshop acontecer, será necessário o mínimo de 12 participantes.

Para se inscrever ou saber mais informações envie um e-mail para workshop@fotografiadecomida.com.br

Workshop de Fotografia de Comida

© Michel Téo Sin / Heiko Grabolle © Michel Téo Sin / Heiko Grabolle
fotografia: Michel Téo Sin / food styling: Heiko Grabolle

Por causa dos e-mails recebidos desde o início do blog, estamos estudando as possibilidades de realizar um workshop sobre fotografia de gastronomia.

Gostaríamos da ajuda de vocês, com sugestões de assuntos a serem abordados e locais/cidades para a realização dos workshops. Mandem e-mail para contato@fotografiadecomida.com.br

Obrigado!

Fotografia de Panetone II

Panetone Bunge
fotografia: Michel Téo Sin | food stylist: Heiko Grabolle | cliente: Bunge Alimentos

Vou aproveitar e também falar de Panetones. Parece simples, mas produzir panetones para fotografias demanda muito cuidado e planejamento.

  • Opções para escolher: Você deve preparar pelo menos 3 panetones, para você ter opções para escolher o mais fotogênico exteriormente e também o com o melhor interior. O terceiro e (mais feio) fica de doador para remendos.
  • Remendos: Nem sempre o interior do panetone é perfeito e pode vir com grandes buracos indesejáveis. A solução é preencher estes buracos com partes do doador. Também é valido usar uma tesoura para aparar pontas e os próprios remendos.
  • Recheio: Quando você cortar a fatia, pode acontecer de que a parte escolhida não possua tanto recheio quanto as outras partes do panetone. A solução é fazer buracos e preencher com o recheio.
  • Elementos: Muitas vezes alguns elementos de decoração são bonitos individualmente, porém não interagem de uma boa maneira com o conjunto da cena. Tenha sempre uma variedade extra de objetos, além dos que foram definidos no briefing.

E siga as outras dicas para um bom trabalho.

Criar água na boca


fotografia: Michel Téo Sin / food styling: Heiko Grabolle

Trabalho como chefe de cozinha há 16 anos. A grande lição que aprendí foi que o trabalho na cozinha é duro. Trabalha-se enquanto as outras pessoas estão no seu tempo livre e é muito comum fazer algumas horas extras, além do stress, que pode chegar num nível bem alto. Mas no final, a missão do chef é a mesma: Fazer uma boa e saborosa comida, isto é, servir um prato quente ou frio no seu melhor tempo, cuidar do sabor e texturas, do tempo de cocção, da apresentação, etc. Tudo isso para o nosso cliente dizer: “hummmmm, que gostoso!”.

Agora, quando trabalho para uma fotografia, é aí que complica. A história é quase a mesma: Servir um prato quente ou frio no seu melhor tempo, cuidar do sabor e texturas, do tempo de cocção, da apresentação, etc. Porém no final, o objetivo é que o cliente diga: “hummmm, quero comprar!”.

Para isto acontecer, os métodos de preparação e finalização podem mudar muito em relação à preparação de um prato real. O sabor não interessa mais, mas sim as texturas, suculência e apresentação, para que o observador veja a imagem e fique com água na boca.

O que é food styling?

_MG_9852_blog

fotografia: Michel Téo Sin / food styling: Heiko Grabolle

Food styling é a arte de tornar um alimento visualmente atraente com o fim de se gerar uma imagem fotográfica ou uma cena de vídeo do mesmo. É preciso transmitir da melhor forma, por meio de uma imagem, o seu sabor e textura.

O profissional desta área é o food stylist, também chamado como produtor de culinária ou estilista de alimentos. Ele é um profissional que conhece e reconhece as características do alimento, as valoriza e também prepara a montagem e decoração de cada prato. Para trabalhar como food stylist é necessário ter uma boa formação na culinária.

O trabalho do food stylist pode ser encontrado em fotografias e vídeos de publicidade, em embalagens, folhetos, matérias de revistas, livros, menus para bares e restaurantes, etc.